A Voz da Arquibancada

Página 16 de 32 Anterior  1 ... 9 ... 15, 16, 17 ... 24 ... 32  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 10 Ago - 19:27

Relembrando a primeira mensagem :

A comissão técnica do América se preocupa tanto com a forma do adversário jogar que se esqueceu de criar o próprio padrão de jogo. Insiste na tentativa de usar o 4-2-3-1, sem considerar o perfil da equipe. Prioriza os treinos de bola parada em vez de qualificar a troca de passes. Os defeitos foram repetidos e ampliados na derrota para o Icasa: Tchô ficou isolado no centro; Pablo, Gilson e Willians mais preocupados em defender do que atacar; André, Vitor Hugo e Guerreiro rifaram os lançamentos; Andrei nem marcou nem avançou; Obina só teve uma oportunidade para finalizar; Ricardinho, com muitos erros de passes e finalizações, continuou improdutivo. Se fosse prata da casa não teria as mesmas chances. Aliás, Núbio Flávio, outro campeão brasileiro sub-20 mal aproveitado no profissional, em poucos minutos produziu mais que Ricardinho.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 7 Nov - 10:42

O Coelhãozinho sub-20 enfrentou várias adversidades em 2015. O Campeonato Mineiro foi paralisado durante três meses, favorecendo Atlético e Cruzeiro, que disputaram o Brasileiro. A Taça BH da categoria foi extinta. Convocação de Matheuzinho para a seleção sub-17, promoção de Richarlison para o profissional e lesões de Michel e Makton desfalcaram a equipe. Ainda assim, a produtividade do time deixou a desejar. Santiago perdeu a titularidade, e os atacantes escalados marcaram poucos gols. Nos dois confrontos com o Cruzeiro, o América sofreu cinco gols no segundo tempo das partidas. Os jogos contra Araxá e Villa Nova foram nivelados por baixo, e Roger e Zé Ricardo foram os poucos que se destacaram. No processo de aprimoramento contínuo, principalmente os treinamentos de fundamentos precisam ser mais intensos e qualificados.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 7 Nov - 10:47

O apoio incondicional dos quase 9.000 americanos presentes na Arena do Coelhão foi fundamental na vitória sobre o Paysandu. Os jogadores, motivados pela torcida, se transformaram em um time de guerreiros e retribuíram o incentivo da arquibancada com um futebol competitivo, dinâmico e eficiente. Adilson Heleno e Alessandro (Betim), Barros e Farley (Vespasiano), Guilherme e Fernando Ângelo (São Paulo), Goitê (Juiz de Fora), Marcão (Uberaba), Marcelo (Santa Luzia), Pedro (Ibirité) e Seu Madruga (Sete Lagoas) foram alguns dos torcedores que vieram de outras cidades a fim de incentivar durante os 90 minutos. Com os três pontos conquistados, as possibilidades de classificação para a Série A estão em 95%. Contra o Vitória, será outra final de campeonato. A sinergia entre time e torcida será a vantagem competitiva para confirmar o acesso.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 8 Nov - 10:59

Xavier foi um dos destaques na vitória sobre o Paysandu. O meia, improvisado de ala, anulou Pikachu e participou das jogadas ofensivas, inclusive a do segundo gol. Apesar de jovem, o promissor atleta em formação já superou desafios na carreira. Em 2014, foi emprestado para disputar a quarta divisão paulista pelo Atibaia, mas, felizmente, a negociação não deu certo. Com a permanência no Coelhãozinho, colaborou na conquista da Taça BH. Neste ano, ficou fora até do time reserva durante os coletivos, no Mineiro. Devido às lesões de Bryan e Raul, a oportunidade para jogar fora da posição de origem apareceu. Mesmo assim, demonstrou que estava preparado para evoluir com a sequência de jogos, e está aproveitando a chance. Messias, Diego, Dopô, Renatinho, Renato Bruno, Patrick, Sávio e Rubens são outros sub-23 com grandes chances de evolução.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 10 Nov - 11:10

O apoio dos americanos na Arena do Coelhão aumentará a competitividade do time de guerreiros. Mas Wesley, Alison e Anderson precisam acertar o posicionamento nas jogadas aéreas e rasteiras, a fim de minimizar as intervenções de João Ricardo. Henrique e Lorenzi são opções de segundo volante. Henrique ainda não repetiu nos jogos o bom desempenho dos treinos, na posição de camisa 8. Embora o ideal seja qualificar a transição, Lorenzi poderá se esforçar na marcação, nos desarmes e até na bola para o mato, que é decisão de campeonato. Walber e Xavier terão as funções de defender e atacar. Xavier deveria revezar as subidas pelos lados com infiltrações na diagonal. Toscano, Pablo e Richarlison formarão o trio ofensivo, sem posição fixa e com bastante velocidade. Sávio é alternativa de substituição. Encontro no Espetinho do Markim.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 11 Nov - 10:51

Flávio Lopes foi o principal armador do time durante a campanha que classificou o América para a primeira divisão em 1992. Naquele ano, o Coelhão também disputou a final do Mineiro. Em 1993, o título estadual foi conquistado. Flávio se destacou por ser o camisa 10, com capacidade de organizar jogadas, fazer assistências e marcar gols. Características semelhantes às de Renatinho, ex-artilheiro dos juniores, com precisão no passe e habilidade no drible. Aliás, o próprio Flávio reconhece em Renatinho as qualidades de um promissor jogador. É bom destacar o atraso no aprimoramento físico de Renatinho, que deveria ter começado no segundo ano do sub-20, mas só foi iniciado no profissional. Aprimorado fisicamente, comprometido com a equipe e consciente da responsabilidade individual, Renatinho poderá dar retorno dentro de campo e financeiro.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 12 Nov - 11:07

Com show na arquibancada, dos quase 18.000 americanos presentes na Arena do Coelhão, a evolução demonstrada contra o Paysandu continuou em expansão contra o Vitória. Toscano desempenhou destacadamente as funções de um camisa 10 dinâmico, produtivo e eficiente. Fez assistências para três gols e marcou um. Ao contrário do 4-2-3-1, quando os meias abertos pelos lados defendiam mais do que atacavam, o articulador ficava isolado pelo centro e o centroavante de costas disputava bolas pelo alto com os adversários, no sistema 3-5-2, os dois atacantes, Pablo e Richarlison, são bastante ofensivos, a agressividade aumentou com a participação do Toscano na armação, infiltrações na grande área e finalizações, mais as constantes subidas dos alas. Aliás, a mudança de esquema favoreceu o crescimento da performance do Walber, Xavier e Leandro Guerreiro.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 13 Nov - 11:00

O futebol do Coelho foi mais competitivo do que empolgante na maior parte do Brasileiro. Apesar do segundo melhor ataque, o Coelhão, na maioria das vitórias, venceu sem convencer. A diferença mínima de um gol passou a ser considerada goleada. João Ricardo se destacou pelas defesas salvadoras, e gols foram marcados sem terem sido por meio de jogadas construídas. Independentemente da qualidade dos adversários, torcedores se dividiam em relação ao potencial da equipe americana. Uns achavam que o desempenho estava no limite. Outros consideravam a necessidade de mudar a fim de melhorar. Mudanças foram realizadas, e jogadores considerados titulares perderam a titularidade. Depois da saída de Mancini, o novo trio, formado pelo Toscano, Pablo e Richarlison, aumentou o dinamismo, a produtividade e marcou seis gols em dois jogos.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 14 Nov - 11:18

Os jogadores americanos, independentemente da combinação de outros resultados, estão com espírito de decisão para conquistar, fora de casa, a vitória sobre o Paraná. Assim, a continuação no segundo lugar do Brasileirão e a classificação para a Série A de 2016 estarão garantidas. Embora Lorenzi seja mais marcador, Tony, de segundo volante, poderá qualificar a distribuição das jogadas. Leandro Guerreiro, o jogador do América que mais acertou passes na competição, deverá potencializar a transição. Wesley, Alison e Anderson precisarão repetir o correto posicionamento dos dois últimos jogos. Toscano, Pablo e Richarlison, auxiliados por Walber e Xavier, poderão manter o ritmo avassalador. Bruno Sávio é opção. Blitz no Bar do Paulinho e no Asas Moto Bar, com expectativa de comemoração do acesso e, no domingo, recepcionar o time, às 11h, em Confins.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 15 Nov - 20:14

Os quase 18 mil americanos que compareceram à Arena do Coelhão contra o Vitória quebraram o recorde de público dos jogos do América no novo Independência e transformaram o estádio em um verdadeiro caldeirão. Contra o Ceará, no próximo sábado, esse número deverá ser superado. Embora o apoio incondicional da arquibancada tenha sido fundamental no aumento da competitividade do time de guerreiros, ainda assim, também é importante aumentar o número de sócios-torcedores Onda Verde. Outra mobilização da torcida, por meio de aerovanas e caravanas, será para o jogo contra o Botafogo, no dia 28, no Rio de Janeiro. A caravana da Avacoelhada vai custar R$ 85, sem ingresso. Saída na sexta-feira, dia 27, às 23h30, da praça da Estação. Contatos com Saraiva no 98857-5576. Aliás, os 27 anos da Avacoelhada serão comemorados dia 6 de dezembro no Matriz.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 17 Nov - 11:04

O futebol vitorioso e convincente ficou limitado aos dois jogos na Arena do Coelhão contra Paysandu e Vitória. Fora de casa, faltou atitude vencedora e postura ofensiva contra o Paraná. O time americano teve mais posse de bola, mas pouca criatividade, objetividade e eficácia nas finalizações. Toscano e Richarlison, destaques do Brasileirão, renderam menos do que poderiam render. A produtividade do Toscano é proporcional à aproximação dele da grande área do adversário. Leandro Guerreiro, apesar da falha no gol sofrido, tem muito mais acertos do que erros na Série B. Além de ter marcado o gol da vitória sobre o Boa, é o jogador do América que mais acertou passes na competição. Felipe Amorim manteve o baixo desempenho do segundo semestre e nada acrescentou. Bruno Sávio entrou depois do Felipe Amorim na partida e foi mais participativo.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 18 Nov - 13:31

Vamos subir, Coelhô! O principal objetivo é conquistar o acesso. Vencer ou empatar com o Ceará vai valer o título de clube da primeira divisão para o América. Essa “decisão” de final de campeonato deve ser a única meta da equipe no próximo confronto, a fim de evitar o desvio de foco, com remotas possibilidades de ser o campeão da Série B. O incentivo da torcida na arquibancada novamente será o diferencial competitivo do time de guerreiros. Dentro de casa, foram 14 vitórias em 18 jogos. Embora a promoção do valor reduzido de R$ 20 continue na venda antecipada, não haverá cortesias, e crianças pagarão meia-entrada. Ainda assim, os 18.000 americanos que deverão comparecer à Arena do Coelhão vão transformar o Independência num caldeirão branco, verde e preto, aumentando a confiança dos nossos jogadores e inibindo o adversário.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 19 Nov - 11:12

Na reta final da Série B, depois da paralisação devido aos jogos do Brasil pelas Eliminatórias, cada uma das oito partidas finais foi transformada em decisão de campeonato. Ainda assim, o América foi derrotado pelo ABC, mas venceu Oeste e Boa, e demonstrou evolução nas convincentes vitórias sobre Paysandu e Vitória. A expectativa no confronto com o Paraná era da confirmação do aprimoramento do futebol competitivo, produtivo e eficiente, quase próximo do encantamento, apresentado nos dois jogos anteriores, porém o desempenho foi bem abaixo do esperado. Talvez o foco da classificação tenha sido desviado, quando começaram os comentários sobre a disputa do título com o Botafogo. Embora seja bastante subjetivo, possivelmente, os noticiários sobre futuras negociações de jogadores pelos respectivos empresários desconcentraram os envolvidos.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 20 Nov - 11:10

De acordo com o Footstats, o confronto em que Tony mais acertou passes no Brasileirão foi contra o Paraná. Foram 65 certos e quatro errados. O América teve 57% da posse de bola, contra 43% do adversário, duas finalizações certas e dez erradas. Na goleada de 4 a 0 sobre o Vitória, os números do jogo coincidentemente são semelhantes, porém inversos. O time americano teve menos volume que o oponente: 43% contra 57%. Mas o grande diferencial foi a quantidade de conclusões: oito certas e cinco erradas. Reflexo do posicionamento agressivo do trio formado por Pablo, Toscano e Richarlison. A valorização da posse de bola é importante para controlar o ritmo da partida, diminuir as possibilidades de criação do opositor, mas também deve ser eficiente. Uma assistência ou lançamento podem ser mais decisivos que dez passes para o lado ou para trás.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 21 Nov - 11:00

O América entra em campo com dupla garantia da confirmação do acesso à primeira divisão. A probabilidade está acima dos 99%. O empate com o Ceará e o começo do confronto entre Paraná e Bragantino garantem a classificação. Mesmo assim, o time americano deve jogar com predisposição agressiva a fim de buscar a vitória. Dentro de casa, apoiado incondicionalmente pelos quase 15.000 americanos que deverão comparecer ao Independência, a proposta de jogo precisa ser do mandante, com marcação adiantada, para sufocar o adversário. Pablo, Toscano e Richarlison, sem posições fixas e com movimentação acelerada, devem permanecer adiantados. Xavier poderia alternar a função de ala com a de meia. Bruno Sávio é opção ofensiva de velocidade e habilidade, e Rodrigo Souza, reforço na marcação.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 22 Nov - 20:37

A próxima mobilização da torcida americana será para o último jogo do ano, contra o Botafogo, no sábado, às 17h30, no Engenhão. O bate e volta da caravana da Avacoelhada vai sair na sexta-feira, às 23h30, da praça da Estação, por R$ 85, sem ingresso. Reservas com Saraiva, pelo 98857-5576. Denise, Gildo, Eni, Ronaldo Silveira, Tim e Zuzu já confirmaram presença. André, Joana, Juliana e Tafurinho serão alguns dos participantes de uma das aerovans programadas para o Rio de Janeiro. O agitador cultural Sérgio Labruna criou o desafio de a invasão ser em torno de 5.000 torcedores. Oportunidade de o América conquistar a sexta vitória em 19 jogos, na condição de visitante. Apesar de só ter vencido cinco vezes fora de casa, empatado cinco e perdido oito jogos, ainda assim, até a 36° rodada, o Coelhão estava na terceira colocação sem ter sido mandante.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 24 Nov - 10:49

No jogo contra o Ceará, o “vamos subir, Coelho”, cantado pelos quase 10 mil americanos no Independência, representou a unificação dos objetivos dos torcedores presentes e dos jogadores, a sinergia entre a força da arquibancada e o time de guerreiros, e o sentimento de grande parte da torcida, que acompanhou pelo rádio ou pela TV. Leandro, sempre Guerreiro, e Tony chamaram a responsabilidade e comandaram a troca de passes. Guerreiro acertou 65, sem errar nenhum. Tony defendeu e atacou. Pela regularidade durante o campeonato, principalmente pelos muitos acertos e poucos erros nos passes, provavelmente também garantiram presença na Série A de 2016, pela equipe do América. Xavier poderia ter sido mais ofensivo e ter feito infiltrações na diagonal, mas teve importante participação nas jogadas cadenciadas. No fim, “o Coelhão voltou” foi o refrão mais entoado.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 25 Nov - 11:21

O título do Brasileirão e os quatro classificados para a primeira divisão de 2016 foram definidos antes da última rodada. Falta definir o segundo colocado, com direito a disputar a Sul-Americana no próximo ano. O América, a fim de conquistar essa vaga, vai depender da vitória sobre o Botafogo, na casa do adversário, e do resultado entre Santa Cruz e Vitória. Ainda assim, jogadores americanos, com pouca ou nenhuma atuação nesta Série B, deveriam pelo menos ser relacionados para o próximo jogo. Messias, Diego, Dopô, Renato, Renatinho, Patrick e Rubens muitas vezes ficaram fora do time reserva nos coletivos, porém colaboraram nos treinos de fundamentos através de cruzamentos e finalizações. Nos jogos no Independência, estiveram na arquibancada torcendo pelo Coelhão. Roger, Michel, Maktom e Matheuzinho também poderiam ser elencados.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 28 Nov - 11:20

O América, na segunda etapa da transição para o profissional, ainda precisa implantar o processo de aprimoramento técnico, tático, físico e comportamental dos sub-23. Deste modo, o acesso até poderia ter sido adiado, porém haveria o desenvolvimento de uma equipe estruturada, formada principalmente por pratas da casa, para disputar as próximas competições, sem a necessidade de remontar o elenco em cada temporada. As contratações seriam minimizadas e qualificadas, em vez de excessivas e dispendiosas. Mas a oportunidade apareceu, e os comandados do Givanildo foram competentes na conquista da classificação para a primeira divisão. Aliás, no início do Brasileirão, Euler declarou que Givanildo, quando renovou contrato, evidenciou que disputaria a Série B com objetivo do acesso. Agora, mesmo na Série A, o fazer mais com menos deve prevalecer.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 28 Nov - 11:21

Toscano avacoelhou geral na Série B. Além de artilheiro, foi o jogador americano que mais finalizou, acertou cruzamentos, e fez assistências, para gol e finalização. Embora tenha participado da marcação e dos desarmes, os números comprovam que a produtividade e eficiência foram maiores no ataque. Deveria se fixar na posição de atacante, pelo lado ou centralizado, mas sempre avançado. Apesar do bom rendimento, também oscilou. Produziu pouco em alguns jogos, entre eles, ABC, Paraná e Ceará. Antes de ser contratado, teve passagem discreta em outros clubes do Brasil e estava disputando a segunda divisão paulista. Jogando pelo América, aos 30 anos, está na fase mais destacada da carreira. Ambientado no Lanna Drumond e elogiado por grande parte da torcida americana, provavelmente as chances de sucesso serão maiores se permanecer no Coelhão.

avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 28 Nov - 11:22

América e Botafogo se enfrentam na despedida da Série B. Messias estaria mais bem preparado e com ritmo de jogo se tivesse participado mais vezes dos coletivos, pelo menos entre os reservas, e entrado em alguns jogos do Mineiro e Brasileiro. Mesmo assim, o promissor zagueiro tem grande potencial para disputar a titularidade na Série A de 2016. Aliás, Roger, outro zagueiro campeão da Taça BH Sub-20, também tem capacidade de compor a equipe, no próximo ano. Sem Toscano e Richarlison, e com Mancini e Cristiano, provavelmente a movimentação ofensiva será menos dinâmica. Os dribladores e velozes Pablo e Bruno Sávio deveriam formar a dupla de atacantes. Renatinho seria opção de camisa 10 e Rubens de centroavante. A torcida americana vai fazer a festa no Engenhão. Em Belo Horizonte, a Blitz do Coelhão será no Itatiaia Rádio Bar, Pium-Í 620.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 29 Nov - 22:36

Adeus, Série B! Agora, as perspectivas, questionamentos e busca de soluções serão para a Série A de 2016. No entanto, antes haverá o Mineiro e a Sul-Minas-Rio. É melhor montar o time do Brasileirão para disputar as primeiras competições? Ou essas competições deveriam ser utilizadas para uma espécie de laboratório? Com exceção de Fernando Leal, a maioria dos contratados, que não foram titulares durante o Brasileirão, provavelmente não terá os contratos renovados. Entre os emprestados que retornam, Danilo, lateral-esquerdo, deve ser o que tem mais chances de ser reintegrado. Entre os remanescentes, além de João Ricardo e dos pratas da casa, talvez Wesley, Leandro Guerreiro, Tony e Pablo continuem. Embora seja preciso minimizar e qualificar as novas contratações, as posições de lateral-direito, zagueiro, volante, meia e atacante são carentes.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 1 Dez - 11:12

Apesar de ter ficado mais de um ano sem participar de um jogo, Messias estreou bem contra o Botafogo. Talvez a falta de ritmo e a ansiedade resultaram nas câimbras sentidas pelo promissor zagueiro durante a partida. Aliás, até nos coletivos, Messias participou mais entre os reservas depois da mudança de esquema para três zagueiros, no returno do Brasileiro. A renovação do contrato de André, no fim de 2014, colaborou diretamente no atraso do desenvolvimento de Messias, no primeiro ano de profissional. Só o contratado com capacidade de ser titular deve ocupar o lugar do prata da casa sub-23 em formação. Para compor o grupo, a prioridade precisa ser do jogador da base. Bruno Sávio foi o atacante mais perigoso na última partida de 2015. Terá mais confiança e tranquilidade para finalizar quando começar a transformar as oportunidades em gols.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 3 Dez - 11:04

As condições de trabalho também favoreceram o desempenho do time americano dentro de campo. Salários em dia, transporte e alimentação são fatores administrativos mais básicos, que mal gerenciados podem gerar focos de insatisfação. E ainda o departamento médico, a fisioterapia, fisiologia, a nutrição, a sala de musculação, a qualidade do gramado e outras necessidades, que sempre vão precisar de melhoria contínua. Aliás, o desafio da diretoria deve ser melhorar as estruturas físicas e valorizar o empenho dos funcionários, por meio de um plano de cargos e salários, definição de metas e aumento salarial de acordo com a produtividade. O ambiente harmonioso no CT Lanna Drumond teve participação direta do Flávio Lopes, porque ele conhece a língua dos jogadores. A Avacoelhada Sonora será no domingo, a partir das 14h, no Matriz Cultural. Ingressos a R$ 10.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 3 Dez - 11:05

“É aqui que eu amo. É aqui, que quero ficar, pois não há lugar melhor que BH.” Além do pragmatismo do aumento salarial, a música dos americanos Cesar Menotti e Fabiano simboliza o romantismo na opção do Givanildo, em permanecer no América em 2016. Embora os desafios no próximo ano sejam maiores, a renovação do contrato do treinador agradou a grande parte da torcida. Givanildo, destacado pelos seis acessos conquistados, terá diferentes metas de desempenho na Sul-Minas-Rio e na Série A. Teoricamente os adversários serão mais capacitados e a margem tolerável de erros do time americano será bem menor. Uma equipe competitiva, comprometida e qualificada; padrão tático definido, mas com variações de acordo com as situações do jogo; e rapidez nas tomadas de decisão durante as partidas serão fundamentais, a fim de aumentar o índice de acertos.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 4 Dez - 14:40

O Coelhão voltou para a primeira divisão, e a festa vai continuar na Avacoelhada Sonora, nosso evento social e cultural fora do ambiente esportivo da arquibancada. Aliás, são vários eventos reunidos em um só. Comemoração dos 27 anos da Avacoelhada, confraternização de fim de ano da torcida americana e shows de artistas americanos e convidados. O acesso também será festejado. Dimas Moreira, cantor participante da história musical de Belo Horizonte, será a primeira atração. Alexandre Moisés, André Guimarães, Francis Campelo, Max Reygson e Rena Amado vão levar o Conteúdo Delirante para o palco. Malu Aires é a convidada especial. Depois, terá O Melda, do Claudão Pilha. No encerramento, Cassio Araujo. Domingo, 14h às 19h30, no Matriz, rua Guajajaras 1.353, com Olegário Maciel, Terminal Turístico JK. Ingressos na portaria: R$ 10.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 16 de 32 Anterior  1 ... 9 ... 15, 16, 17 ... 24 ... 32  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum