A Voz da Arquibancada

Página 30 de 32 Anterior  1 ... 16 ... 29, 30, 31, 32  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 10 Ago - 19:27

Relembrando a primeira mensagem :

A comissão técnica do América se preocupa tanto com a forma do adversário jogar que se esqueceu de criar o próprio padrão de jogo. Insiste na tentativa de usar o 4-2-3-1, sem considerar o perfil da equipe. Prioriza os treinos de bola parada em vez de qualificar a troca de passes. Os defeitos foram repetidos e ampliados na derrota para o Icasa: Tchô ficou isolado no centro; Pablo, Gilson e Willians mais preocupados em defender do que atacar; André, Vitor Hugo e Guerreiro rifaram os lançamentos; Andrei nem marcou nem avançou; Obina só teve uma oportunidade para finalizar; Ricardinho, com muitos erros de passes e finalizações, continuou improdutivo. Se fosse prata da casa não teria as mesmas chances. Aliás, Núbio Flávio, outro campeão brasileiro sub-20 mal aproveitado no profissional, em poucos minutos produziu mais que Ricardinho.
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 24 Dez - 10:45

Avacoelhada
Nem todo jogador experiente, com histórico vencedor e retrospecto favorável nos clubes anteriores será garantia de acerto na contratação, mas as chances de retorno rápido dentro de campo serão maiores do que de um atleta sub-23 em formação. Gustavo Blanco, volante de 22 anos, igual a todo contratado precisa ser bastante diferenciado, muito mais qualificado e bem preparado do que os pratas da casa formados no Coelhãozinho. Ainda assim, provavelmente, o desempenho oscilatório deverá começar a ficar mais constante a partir de 2018, quando talvez seja reaproveitado no Bahia, depois de ter ocupado o lugar de um jogador vindo da nossa categoria de base, e que poderia ter participado desse estágio de desenvolvimento no profissional. Para a aposta ser válida, o América deve ficar com percentual elevado dos direitos econômicos do atleta. Feliz Natal!

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1415691
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 27 Dez - 10:52

Avacoelhada
Bruno Sávio, Renatinho e Rubens foram artilheiros no sub-20, mas ainda não se firmaram no profissional. Gledson e Vitinho não se destacaram nos juniores. Fabrício foi convocado para a seleção de base, porém, a paternidade precoce de três filhos e seguidas contusões prejudicaram o rendimento do jogador. Neste ano, Euler, dispensado pelo América, Victor Emiliano e Guilherme Cordeiro foram os goleadores no Mineiro. Pilar, centroavante contratado do CSA, treinou entre os profissionais e entrou durante a partida contra o Santos. A Copa São Paulo de 2017, será uma oportunidade para demonstrar capacidade de ser artilheiro decisivo. Marquinhos foi emprestado pelo Vasco, mas por enquanto não justificou a titularidade. Leo Lucas, promovido do sub-17, mostrou mais potencial de evolução. Lucas Luan deveria ser relacionado para a Copinha ou para o Guarani.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1416305
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 28 Dez - 10:47

Avacoelhada
Sobre o Renan Oliveira, já foi comentado que se fosse mais vibrante e competitivo poderia ter sido titular em grandes clubes do Brasil e exterior. No América, poderá ser mais produtivo, talvez até o principal articulador do time, caso desperte a paixão por vencer. Pode não ser solução, mas é preferível um conhecido experiente dentro das possibilidades americanas a um desconhecido e/ou inexperiente da base de outros clubes. Os pratas da casa mais promissores nesta posição são Renatinho, que deveria ser aproveitado no Coelhão em vez de emprestado ao Guarani, Matheusinho, que vai para o segundo ano de profissional, apesar de ser sub-19, e Xavier, que ficou dois anos sem jogar. O grande erro é quando deixam de ser aproveitados e perdem espaço para quem nada acrescenta. Gerson Magrão, Renan Oliveira e Tony poderão ser suportes para os mais novos.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1416599
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 29 Dez - 9:59

Avacoelhada
O América precisa contratar pelo menos um atacante de lado, velocista e artilheiro, bem mais bem preparado que Bruno Sávio e Osman, que eram sub-23 inexperientes em competições de alto nível. O ideal seria dois atacantes de velocidade e habilidade, para aumentar as possibilidades ofensivas, sem precisar jogar excessivamente recuado para colaborar na marcação. O Cruzeiro deve aproveitar Bryan e emprestar Pará a fim de pegar experiência, porém o Coelhão deveria ter porcentagem nos direitos econômicos. Entre os pratas da casa, a lateral esquerda é uma posição carente. Com a saída de Carlos Renato e a mudança de posição de Michel para o meio de campo, Diego deveria ter sido escalado mais vezes para acelerar o desenvolvimento, mas até na base o jogador que vem de fora sem ser diferenciado tem mais chances que aquele com mais tempo de clube.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1416984
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 30 Dez - 10:46

Avacoelhada
Os clubes que, de um ano para o outro, mantêm a estrutura de um time qualificado e reforçam a equipe com contratações pontuais ficam com mais chances de obter melhores resultados na próxima temporada. Apesar da diferença orçamentária, um dos grandes erros do América é formar o elenco pensando só na principal competição, que será disputada durante o ano. O Coelhão é quase especialista em subidas e descidas. Nas cinco vezes em que subiu para a primeira divisão em um ano e caiu no outro, os times tiveram bom desempenho na Série B, mas não estavam preparados qualitativamente, em termos de jogadores de alto desempenho e/ou de treinadores capacitados, para disputar a Série A. O planejamento americano na formação do elenco para 2017 também precisa prever 2018, a fim de evitar o desmanche e o retrabalho de remontar um time se o acesso for conquistado.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1417322
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 31 Dez - 11:22

Avacoelhada
A péssima campanha no Brasileirão foi a última e pior impressão que ficou de 2016. Permanecer na lanterna durante a maior parte do campeonato, sem demonstrar condições de reação, foi bastante decepcionante. Mas 2016 não foi um ano tão ruim. Tanto é que se 2017 terminar igual a 2016, campeão mineiro e na Série B, embora não seja o ideal em termos de aproveitamento, ainda assim poderá ser considerado um bom ano. Os grandes desafios serão: melhorar as estruturas física e gerencial; formar times competitivos, atrevidos e identificados com o jeito americano de lutar contra tudo e contra todos; saber desenvolver e aproveitar os promissores pratas da casa; mais conquistas para o futebol masculino e feminino. A fidelidade dos torcedores americanos deve ser resgatada a fim de aumentar o público nos jogos e o número de sócios. Excelente 2017 para todos!

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1417607
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 3 Jan - 10:45

Avacoelhada
Os responsáveis pelo futebol precisam criar alternativas para o calendário do sub-20 em 2017. Depois da Copa São Paulo, em janeiro, o Coelhãozinho só disputará duas competições. No Mineiro, o rendimento do time caiu nos segundos semestres de 2015 e 2016, depois da paralisação de dois meses, no meio do Estadual, para tentar beneficiar Atlético e Cruzeiro no Brasileiro. Na Copa do Brasil, na maioria das vezes, enfrenta os principais adversários nas primeiras rodadas. Vale lembrar que o critério para participar do Brasileiro é de acordo com os 20 primeiros colocados no ranking do profissional. O Coelhão ocupa a 22ª colocação. No início dos anos 2000, o América disputou torneios no exterior, mas nos últimos anos perdeu essa capacidade. Os comandados de Milagres necessitam treinar e jogar mais vezes no ano a fim de ficarem mais bem preparados.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1418475
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 4 Jan - 10:40

Avacoelhada
Jataí foi meia-atacante no Coelhãozinho sub-20 de 2007. No primeiro ano de júnior, o promissor prata da casa conquistou a titularidade e chegou a treinar entre os profissionais. Fez parte da geração do goleiro Daniel, do lateral-esquerdo Rafael Estevam, dos volantes George e Nando e dos atacantes Kaká e Faísca. Ulises jogava de lateral nessa época. Jataí e Kaká foram os destaques americanos nos torneios disputados na Europa. Em um deles, o América conquistou o título ao derrotar o Hertha Berlim, nas cobranças de pênaltis. No tempo normal, o jogo terminou em 1 a 1, com gol de Jataí, eleito o craque da competição. Do mesmo modo de Alex Silva, também tentou encontrar o atalho para o sucesso e optou pela transferência para o Atlético. No rival, em vez de camisa 10 decisivo, foi transformado em volante voluntarioso. Agora, deve retornar ao Lanna Drumond.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1418799
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 5 Jan - 10:35

Avacoelhada
As adversidades do América na Copa São Paulo começaram na elaboração da tabela. Na primeira rodada, os adversários de Atlético e Cruzeiro foram Novoperário-MS e River-PI, respectivamente. O Coelhãozinho enfrentou a Ponte Preta. Apesar de ter estreado contra o adversário mais qualificado do grupo, os comandados de Milagres demonstraram padrão tático. Ainda assim, cometeram muitos erros de passes, cruzamentos e finalizações. Se taticamente os poucos treinos, devido às poucas participações em jogos oficiais no ano passado, foram produtivos, os treinamentos em termos de fundamentos devem ser repensados e intensificados. Diego tem mais potencial de evolução e aproveitamento no profissional do que Matheus Souza. Marquinhos, novamente, mostrou por que não foi aproveitado no Vasco. Erick, Felipinho, Emiliano, no meio campo, e Matheus Santos se destacaram.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1419289
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 6 Jan - 11:03

Avacoelhada
Mineiro não deve ser parâmetro para o Brasileirão. Em 2015, o time que jogou o Estadual foi diferente do que disputou a segunda divisão. No ano passado, um dos erros reconhecidos pelo conselho de administração foi priorizar a disputa do Mineiro e perder tempo para fazer as contratações necessárias para o Brasileirão. Segundo os presidentes, Givanildo vetou possíveis reforços antes dos jogos finais do Estadual. Mas também faltou atitude dos próprios presidentes para desconsiderar a opinião do treinador e contratar jogadores para a primeira divisão. Embora tenha conquistado o título mineiro, a campanha na Série A foi vergonhosa. Em 2017, as dez contratações anunciadas também não serão suficientes para disputar a Série B. Os atletas mais qualificados ainda deverão ser contratados. Amanhã, a partir das 14h, confraternização no Bar da Sandrinha.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1419785
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 7 Jan - 10:23

Avacoelhada
Na vitória do Coelhãozinho por 5 a 0 sobre o Alagoinhas-BA, Pilar mostrou potencial ao marcar dois gols, e Matheus Santos, novamente, entrou bem. Só o passe de três dedos de Victor Emiliano para Guilherme Cordeiro marcar um dos gols já o credencia para ser promovido e refazer o trio de meio-campistas com Maktom e Matheusinho. Ainda seria possível um quarteto com Richarlison ou até um quinteto com Felipe Vizeu. As categorias de base, essência do América, continuam produzindo talentos. O grande problema permanece na falta de metodologia e coragem do profissional em saber aproveitar e trabalhar os promovidos. Max, outro meia canhoto habilidoso, foi um dos destaques do time na Copinha de 2016. Mesmo assim, do mesmo modo de Euler, capitão e volante de segurança de Milagres, e do artilheiro Santiago, foi liberado quando completou o limite de idade.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1420309
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 8 Jan - 10:34

Avacoelhada
As metas de desempenho para 2017 são a conquista do bicampeonato mineiro e/ou o acesso para a primeira divisão. A conquista do acesso precisa ser interligada com a permanência na Série A. O planejamento necessita ser feito para pelo menos duas temporadas. Copa do Brasil e Primeira Liga também deveriam ser prioridades, mas a capacidade americana para disputar competições simultâneas ainda é bastante limitada. O América também deve evitar ser “o Guarani-MG” para Atlético, Cruzeiro, Bahia e outros clubes. Os sub-23 deles também não estão prontos. Para compensar o estágio preparatório, o Coelhão carece ter porcentagem nos direitos econômicos. O próprio Enderson Moreira declarou que atletas sub-23 não devem ter a responsabilidade do protagonismo do time. Posto isso, a maioria dos contratados deveria ser atletas mais experientes e qualificados.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1420619
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 10 Jan - 10:46

Avacoelhada
Milagres não deve ser o único responsabilizado pela eliminação do Coelhãozinho na primeira fase da Copa São Paulo. O processo é bem mais complexo, dependente de várias variáveis. Apesar das quatro chances desperdiçadas no primeiro tempo contra o Marília, da promoção de Maktom e Matheusinho e da venda de Richarlison, o time sub-20 precisa participar de mais competições durante o ano. Não é função de Milagres marcar amistosos qualificados e até torneios internacionais. Vale lembrar que Jorge Americano, nos anos 2.000, levou mais de uma vez o júnior para a Europa, quando a situação financeira do América era crítica. Diego e Victor Emiliano também poderiam continuar o estágio de transição no profissional. Os jogadores 97 sem histórico de titularidade e potencial de evolução devem ser liberados. Faltam atacantes de lado, com poder de decisão.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1421398
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 11 Jan - 10:42

Avacoelhada
Felipinho será opção para a lateral direita porque está mais acostumado nessa função do que Christian, improvisado. Se Felipinho for escalado na lateral, Alex Silva poderá ser uma das alternativas pelo lado esquerdo. Na parte ofensiva, Felipinho poderá disputar a posição de atacante de beirada com Bruno Furlan e Marion. Em 2014, Marlon formou a dupla de zaga campeã do sub-17 com Victor. Renan vai aumentar as opções de promissores volantes pratas da casa. Sob o comando de Milagres, ele participou de jogadas ofensivas e marcou gols. Pilar foi contratado no ano passado para exercer a função de centroavante. Diego poderia participar dessa transição a fim de ser um dos substitutos de Pará, e Victor Emiliano, na meia esquerda, concorrer com Gérson Magrão. No sub-20, a fila deve andar com o aproveitamento de Kassinho, João Vitor, Léo Lucas e Lucas Luan.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1421832
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 12 Jan - 10:45

Avacoelhada
Os 11 primeiros contratados para a disputa da Primeira Liga, Campeonato Mineiro e Copa do Brasil terão metas imediatas de produtividade e diferentes desafios, de acordo com o perfil de cada um: Alex Silva, Gustavo Blanco e Pará, diferentemente da normalidade oscilante dos sub-23, serem mais regulares nos bons momentos; Jataí, ser revelado para o Brasil, depois de dez anos da saída do Coelhãozinho; Bruno Furlan, Hugo, Marion e Renato Justi; buscarem ascensão profissional nas respectivas carreiras; Bruno Furlan também precisa demonstrar que está recuperado, fisicamente; Gerson Magrão e Rafael Lima, mostrarem capacidade de liderança e competência para disputar em alto nível as próximas competições; Renan Oliveira, com criatividade, dedicação e comprometimento, transformar lampejos de produtividade em atuações destacadas, na maioria dos jogos.


http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1422225
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 13 Jan - 11:13

Avacoelhada
No Encontro da Transparência realizado no ano passado, uma das alegações dos representantes do conselho de administração para demitir Givanildo foi a aversão dele em fazer rodízio de jogadores em determinadas partidas. Com esse revezamento, provavelmente, o desgaste excessivo provocado pela sequência de jogos e o número de contusões teriam sido menores. Neste ano, o América também vai disputar competições simultâneas. Do fim de janeiro até abril, serão 15 jogos pela Primeira Liga, Mineiro e Copa do Brasil. O tempo de recuperação será curto. Enderson Moreira deverá utilizar escalações diferentes, a fim de preservar a integridade física da equipe. Outra vantagem competitiva dessas mudanças programadas é que os atletas mais novos promovidos da base não serão utilizados só em situações emergenciais ou para completar o time reserva nos coletivos.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1422694
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 14 Jan - 11:00

Avacoelhada
Alguns remanescentes de 2016 devem ser titulares nos primeiros coletivos, a fim de facilitar a formatação do time. Na defesa, João Ricardo, o melhor goleiro de Minas em dois anos seguidos, e o entrosamento vindo da base entre Messias e Roger. Alex Silva e Pará devem ser os laterais. Se Pará não puder participar dos treinos iniciais devido à contusão, Alex e Gérson Magrão são opções de improvisação. Maktom, pela altura, qualidade no passe e na marcação, seria o primeiro volante. Tony e Matheusinho completariam o meio campo com Renan Oliveira e Magrão. Rafael Lima, Zé Ricardo, de segundo volante, e um atacante de beirada seriam opções de mudanças. Devido ao dinamismo da movimentação em bloco, o mais importante é uma mesma formação possibilitar variações táticas durante a partida. Matheusinho precisa ter liberdade para jogar sem amarras defensivas.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1423219
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 15 Jan - 10:48

Avacoelhada
A escolha dos 14 primeiros contratados deveria ter sido mais diversificada a fim de vetar a inconsistência e a redundância de funções e perfis. Alex, Auro e Pará disputaram poucas competições profissionais. Na equipe, são três laterais direitos, e só Pará na esquerda. Rafael Lima é o único zagueiro mais experiente. Apesar dos oito volantes, sete da base, contando os dois emprestados para o Guarani, mais Ernandes, ainda assim, outros dois foram contratados: Blanco e Jataí precisam ser bastante diferenciados para justificar as contratações. No caso de Blanco, sub-23, não foi aproveitado pelo Bahia; Evandro e Milagres deveriam ter opinado porque são funcionários do América, empresa em que Ricardo Drubsky e Enderson Moreira trabalham. Furlan, Marion e Mike ainda não se destacaram nas séries A e B e, praticamente, jogam na mesma posição de Felipe Amorim.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1423537
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 17 Jan - 10:48

Avacoelhada
O rascunho dos times utilizados por Enderson Moreira nos primeiros coletivos precisa ser melhorado a fim de se transformar em arte final. Alex, Furlan e Renan Oliveira não participaram. A ausência de Renan evidenciou a quantidade reduzida de articuladores. Auro e Felipe Amorim ainda não faziam parte da equipe. Mesmo assim, a distribuição dos titulares e reservas poderia ter sido mais equilibrada. Na ausência de Alex, em vez da improvisação de Maktom, o lateral-direito deveria ser Felipinho, porque jogou nessa posição na base. Maktom deveria ser opção de primeiro volante, e Pará, o titular na esquerda. Ernandes teve desempenho abaixo do desejado em 2016. Os laterais escolhidos necessitam demonstrar eficiência na marcação e, principalmente, nos cruzamentos da linha de fundo. Os reservas treinaram com dois atacantes de lado e dois centroavantes.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1424183
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qua 18 Jan - 10:43

Avacoelhada
O retorno de Felipe Amorim desagradou grande parte da torcida americana, mas, teoricamente, ele é mais técnico que Marion, mais pronto que Mike e mais bem-preparado fisicamente que Bruno Furlan. Em 2015, Felipe Amorim começou entre os titulares no Mineiro, porém caiu de rendimento e perdeu a posição para Pablo na Série B. O desempenho e a movimentação foram parecidos com os de Osman. Ambos jogaram mais recuados pelos lados do que avançados ou centralizados, marcaram poucos gols e fizeram poucas assistências. Para melhorar a performance, vai precisar ser mais agudo e ter mais ambição de artilheiro. Talvez Marion seja mais veloz e voluntarioso. Talvez Mike tenha mais potencial de evolução, mas um ano de contrato poderá ser insuficiente para dar retorno, devido à concorrência na posição. São muitos atacantes de lado e poucos armadores.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1424622
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Qui 19 Jan - 10:43

Avacoelhada
Renan Oliveira terá a missão de ser o principal articulador, com repertório variado, força criativa e poder de finalização. A ausência do armador nos primeiros coletivos evidenciou o número reduzido de meias criativos. Tony é mais distribuidor de jogadas do que criador, finalizador e assistente. Gerson Magrão nunca foi o articulador protagonista nos clubes de expressão em que jogou. O próprio Enderson Moreira declarou que Matheusinho não deve ter a responsabilidade de ser solução em curto prazo. Falta na equipe, principalmente, para o Brasileirão, outro meia centralizado com poder de decisão. Para o lugar dos dois meias que jogam pelos lados, as opções serão o recuo dos atacantes de beirada. Mas, na maioria das vezes, na função de meia-atacante, o desempenho foi reduzido. Não foram bons meias de ligação nem bons atacantes agudos e decisivos.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1425064
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sex 20 Jan - 10:46

Avacoelhada
Para completar o meio de campo, a escolha do primeiro volante também será complicada. Dos sete volantes da equipe, sem contar Ernandes e Gerson Magrão, que provavelmente serão opções para outras posições, a maioria tem mais característica de segundo volante do que de primeiro. Christian, Renan Mello e Zé Ricardo também exerceram funções de meias de ligação nas categorias de base. Jataí era atacante no sub-15, meia-atacante no sub-17 e virou volante no profissional, mas não deve ser o típico camisa 5, com a função básica de aumentar a segurança defensiva. Blanco declarou na apresentação que tem mais características de jogar avançado. Maktom é o que mais se aproxima do perfil de um primeiro volante, ainda mais porque também joga de zagueiro. Talvez a utilização de três zagueiros facilite a escalação de dois volantes que não sejam tão marcadores.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1425572
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Sab 21 Jan - 17:45

Avacoelhada
A inexperiência da defesa americana também é preocupante para disputar a Série B. Rafael Lima é o único experiente em competições da primeira e da segunda divisões. Apesar de quase veterano, Renato Justi ainda é inexperiente até na Série B. Messias e Roger precisam jogar mais vezes no Mineiro e na Primeira Liga a fim de ficarem mais bem-preparados para a principal competição nacional. Ainda mais que são os dois jogadores defensivos que poderão dar retorno financeiro. Será mais arriscado se forem pouco utilizados no Estadual e, depois, durante o Brasileiro, entrarem devido a suspensões e contusões. Os laterais Alex Silva, Auro, Felipinho e Pará também são inexperientes e mais eficientes na parte ofensiva do que defensiva. Enderson Moreira vai precisar utilizar um esquema de acordo com as características dos jogadores elencados.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1425955
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Dom 22 Jan - 10:48

Avacoelhada
A última colocação do masculino no Brasileirão de 2016 prejudicou até o feminino. Se o América tivesse pelo menos terminado na frente do Vitória, disputaria a Série A do Brasileiro feminino em 2017. A CBF, em vez de privilegiar os clubes com equipes femininas, reduziu o número de participantes e optou pela distribuição de seis vagas de acordo com a colocação dos times na Série A do masculino. Na contramão da independência feminina em todas as profissões e da igualdade de gêneros, a CBF criou uma regra que lembra o complexo de Cinderela. O da menina criada para ser dependente do sucesso do trabalho de um príncipe, em vez de ser preparada para alcançar objetivos pessoais e profissionais pelos próprios méritos. A profissionalização do feminino, a participação em dois Brasileiros e a conquista do Mineiro deveriam garantir a vaga na Série A.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1426286
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Marco Antônio em Ter 24 Jan - 10:50

Avacoelhada
No jogo-treino contra o Betinense, Alex Silva atacou menos pela direita e Ernandes avançou um pouco mais pela esquerda. Rafael Lima e Renato Justi, que errou passes na saída de bola, formaram a zaga. O meio-de-campo ficou muito povoado, com bastante movimentação entre os jogadores. Blanco e Tony foram os mais recuados na recomposição e avançaram ao mesmo tempo na transição ofensiva. Blanco acertou viradas de jogo. Auro e Magrão jogaram nos extremos opostos, Mike atuou um pouco mais centralizado e Hugo mais adiantado. Os meios-campistas criaram poucas situações de gol. No time considerado reserva, Messias comandou o início das jogadas. Jataí ficou mais recuado. Felipinho, Renato Bruno e Matheusinho caíram pela direita e Christian e Marion pela esquerda. Faltou um meia centralizado mais criativo. Euler teve boa participação pelo adversário.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1427004
avatar
Marco Antônio

Mensagens : 842
Data de inscrição : 05/08/2014
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://www.avacoelhada.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Voz da Arquibancada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 30 de 32 Anterior  1 ... 16 ... 29, 30, 31, 32  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum